Tudo o que você queria saber sobre cortinas e persianas

Tudo o que você queria saber sobre cortinas e persianas, mas não tinha pra quem perguntar

Tudo o que você queria entender sobre cortinas e persianas, porém não tinha pra quem demandar
6 A maior parte dos apresentações de posts do blog surge das dúvidas que recebo das leitoras e já há um tempo planejava realizar um post sobre cortinas e persianas, que é apresentação amiudado nos e-mails que chegam para mim. Para isto, resolvi apresentar-se uma expert no assunto, a Walenska Hannes Florencio, dona da Stilo Decor, empresa que acarreta as cortinas e persianas que consumo nos meus concepções de Design de Interiores.

Eu aproveitei as perguntas que recebo e repassei e ela para que respondesse às leitoras do blog. Tenho certeza que será bastante benéfico para as pessoas que perguntou e para as pessoas que vai ler o post agora.

1 – Quais os modelos em alta para cortinas e para persianas?

Há vários modelos de cortinas e persianas no mercado, distintos não apenas na plástica, porém similarmente pelas suas funcionalidades. Tratando-se de cortinas, os modelos mais versáteis e procurados são: a cortina em sistema de Trilho Helvécio com super deslizantes – escolha ideal no momento em que há cortineiro de gesso – e similarmente a cortina em varão com sistema Wave, sistema este que faz no fazenda o resultado do ilhós sem a necessidade do inclusive, deixando a cortina com um visual mais clean.

Para as persianas, os modelos mais em alta são: a Romana, caracterizada pelos gomos que são feitos no momento em que a canhão é coleta e que propiciam atrativo e airosidade ao local; Rolô, que oferece praticidade e modernice aliada à capacidade de vários tipos de tecidos e a Double Vision que permite o controle de brilho por intermédio da acrescentamento de tecidos com listras horizontais e que produz um admirável movimento no momento em que a canhão é acionada.

2 – Quais os tecidos mais recomendados para cortinas?

A recomendação do fazenda ideal varia de acordo com o local em que a cortina será instalada. Para um alcova ou dependência de TELEVISÃO o prudente é usar um forro de Blackout ou Veda Luz, que fecham a brilho em escalas de 80 a 100(ORIGINAL)|100 (CEM)|CEM}%. Hoje, o blackout se modernizou e não é mais um plástico e nem sequer possui a aparência de encerado.

Agora, o blackout possui um toque rápido, aveludado e alinhado. Para uma dependência de vencer e estar e ambientes em que o finalidade é admirar a brilho, o recomendado é utilizar um fazenda mais rápido como o voil (alisado ou adquirido), o tergal, a gaze de linho e o tafetá, por adágio.

3 – Qual o material mais recomendado para persianas?

Para adotar uma persiana, além do local no qual ela será instalada, o ideal é provocar em conta similarmente a composto do fazenda. Tecidos com algodão na composto tendem a acasalar mais pó e ter uma higienização mais complicado.

Tecidos em 100(ORIGINAL)|100 (CEM)|CEM}% poliéster não propagam calor e não depósito pó, deixando a preservação bem mais possível. Para cozinhas e áreas gourmet o ideal é que as peças sejam de PVC para que possam ser limpas no próprio local. O PVC não retém cheiro e impossibilita o calor, por isto é empregado em fecho de sacadas similarmente. Para reter os raios RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA é preciso usar tecidos com fibra de vidro na composto.

4 – Como entender no momento em que adotar cortinas e no momento em que adotar persianas?

Afora algumas exceções não há um certamente ou errado entre cortinas ou persianas. O ideal é provocar em conta os práticas e estilo do cliente, no entanto há alguns pontos que são capazes de ser observados:

– Cortinas ficam mais bonitas se forem até o chão, por isto, em ambientes em que não há essa capacidade, uma vez que há um alfaia abaixo da janela, por adágio

– opte pela persiana que se adequa super bem e modela a janela.

– Em cozinhas e áreas gourmet há um exagero de gordura no ar. Nestes casos a persiana com fazenda em PVC são mais aconselháveis, uma vez que sua preservação é bem mais possível.

– Cortineiros em gesso pedem cortinas em trilho. Para se colocar persiana dentro de cortineiros deve-se observar bem a abismo do inclusive e a exequibilidade da instalação. Lembrando que o trilho da cortina pode acompanhar o abrigo e ficar um pouquinho adunco caso o abrigo esteja desalinhado, já a persiana não pode ficar torta. A instalação fora no nível danifica a canhão.

– Para indivíduos com aversão a pó o prudente é a escolha de uma persiana com fazenda resinado 100(ORIGINAL)|100 (CEM)|CEM}% poliéster. A persiana com fazenda resinado impossibilita que o pó “grude” na canhão, facilitando a higienização.

5 – O que é mais recomendado para ajudar uma setor que recebe bastante astro?

Nestes casos as cortinas e persianas são escolhidas mais pela necessidade do que pela plástica, porém é possível acoplar os 2. No momento em que se possui bastante astro e é necessário abetumar a brilho, o prudente é usar um fazenda Blackout ou Veda Luz (disponíveis para cortinas e persianas). Ressaltando, que o fazenda Blackout é o único robusto ao astro. Se bem conservado, pode conservar-se por 5 anos ou mais.

Um forro aceite vai até ajudar os material e o andar do astro em exagero porém sua troca deverá ser ensejo com pela certa frequência. Por outro lado, no momento em que se possui bastante astro e se pretende conservar a brilho, protegendo a setor dos estragos ocasionados pelo astro e calor, é prudente a uso de um fazenda com proteção brilhante. Esse fazenda apenas está disponível para persianas e, além de abarcar o calor e reter os raios RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA graças ao PVC e à fibra de vidro em sua composto, ele propicia um local mais fresco sem despossar 100(ORIGINAL)|100 (CEM)|CEM}% a brilho.

6 – Como abrigar melhor cortinas e persianas?

Como qualquer produto de fazenda, cortinas e persianas precisam ser mantidos limpos para garantir uma melhor conserva maior parte da canhão. Tecidos com exagero de bodega e pó estão propensos a abrir, desfiar e até despossar seu formato admirável. Para as cortinas o ideal é lavar o fazenda (em lavanderia especializada) a cada seis meses ou um ano, dependendo das condições do local em que a cortina encontra-se abandonada. Os varões precisam ser limpos com lustra material a cada 15 ou 20 dias para garantir um deslizamento possível e sem ruídos. O prudente para persianas é absorver o fazenda uma vez por semana e apurar as peças com produto especifico com a mesma constância.

7 – Quais cores são as mais interessantes ao adotar cortinas e persianas?

Para adotar a coloração da cortina ou persiana deve-se provocar em consideração as demais cores do local no qual a canhão ficará. Como a cortina ou persiana tende a ser um artigo de menor alternação no local não é prudente definir a coloração da canhão pensando em um alfaia volante ou coisa em exclusivo, especialmente se for alegre demais ou em acento forte. Além de correr o perigo de “enjoar” da coloração, este coisa pode ser alterado por outro e a canhão pode ficar sem acepção no local. Tons claros, puxados para o pérola, o linho e até o branco são coringas e certeza de que ficarão bem com qualquer ornamento.

8 – Como misturar cortinas e persianas com papel de taipa, tapetes e mais detalhes do local?

Misturar as cortinas ou persianas com os demais produtos do local é o ideal. No entanto alguns pontos precisam ser observados: – O ideal é obter as cores mais neutras do papel de taipa e do alcatifa para a acabamento das peças. Por adágio, em um quarto infantil no qual o papel de taipa possui ascendente de tons de azul e bege, procure condir a cortina ou persiana no acento de bege. Isto auxilia o local a não ficar tão abarrotado sem deixar de lado a composto do inclusive.

Site de cortinas e persianas:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *